Arquivos do Blog

X-Men Origens: Wolverine

Lá estava eu olhando meio desinteressado a força com que a chuva batia contra o vidro das janelas. Por mim eu teria ido embora debaixo do temporal mesmo, nunca me importei de tomar chuva. Ao invés disso me recostei no sofá de couro escuro do saguão do edifício e abri minha mochila. Apanhei a caixa parda de papelão e a abri. Depois de conseguir emergir do mar de confete que transbordou para todo lado eu apanhei o meu presente de aniversário dado por meus dois irmãos e minhas cunhadas. Estava olhando, ainda incrédulo e cheio de uma felicidade infantil para nada mais nada menos que X-Men Origens: Wolverine para o PS3. Feliz não apenas pelo jogo mas por ter sido lembrado por meus amigos/familiares.

Bom, antes que isso vire um “Querido diário” vamos direto ao ponto. Antes eu vou dar o grande desfecho desse dia. Na volta para casa eu ainda tomei a maior chuva, até aí estava tudo bem. Passei no supermercado (até super-heróis precisam comer) e caí no meio da calçada com aquelas caixas de papelão porque usar saquinho vai destruir o planeta. Mas se você pagar por eles nada acontece. Depois da vergonha e de fazer aquela cara de “nossa, o que aconteceu?” cheguei em casa e corri para estrear meu presente de aniversário.

Na história vemos como James Howlett ou Logan, como preferir, ganhou seu esqueleto e garras de adamantium, se tornou a tão misteriosa Arma X, seu romance com a Raposa Prateada e sua eterna rixa com o Dentes de Sabre. O game é baseado na produção homônima para o cinema de 2009 que assim como está implícito no título conta as origens de um dos personagens mais queridos dos quadrinhos, porém os desenvolvedores da Raven Software tomaram a liberdade de introduzir muito mais coisas na aventura do irado carcaju que o game em certos momentos parecerá ser uma história completamente inédita que se completa com os eventos reproduzidos do filme que intercalam presente e passado através de flashbacks.

X-Men Origens: Wolverine não é tipo de game psicológico cheio de quebra-cabeças a serem resolvidos. O game é pancadaria generalizada do começo ao fim em cenários tão longos e vastos mas que acabam sendo repetitivos que deixam aquela sensação de dejá vù constante porém não ao ponto de enjoar. Cortar, fatiar, estripar, esmurrar e chutar nunca foi tão divertido e prazeroso. A jogabilidade é quase totalmente pegada emprestada de God of War, o que se encaixa perfeitamente no game de um cara como Wolverine que assim como Kratos faz o tipo bater antes, bater mais um pouco e se sobrar alguma de algum coitado aí sim pensar perguntar alguma coisa.

Além da violência que recheia a aventura ela também vem regada a muito, mas muito sangue mesmo, o que torna a aventura para adultos. O processo de regeneração de Logan é visível e se dá em tempo real. Apanhe muito e você será um esqueleto de metal todo destripado com um enorme topete andando por aí até voltar a ter a cara de Hugh Jackman. O jogo também traz algumas coisas interessantes como a utilização do olfato animal de Wolverine para se localizar no cenário que indica rapidamente a direção que o jogador deve seguir ou para saber que caminho determinado personagem tomou para escapar. Isso serve como o detective mode que apareceria em Batman: Arkham Asylum meses depois no mesmo ano. Além disso é possível melhorar habilidades e aprender novas maneiras de literalmente destruir seus inimigos. Atacar seus oponentes com os chamados lunges que consiste em dar pulos enormes para perfurá-los com suas seis garras mortais enquanto ouve Hugh Jackman berrar enfurecidamente é de longe o melhor modo de satisfazer o desejo assassino que existe em todo gamer.

Wolverine executando lunge.

Como ponto alto do jogo estão as batalhas contras os chefes de cada estágio: a sequência aérea contra o Sentinela, a “tourada” com Blob no supermercado (nessa época ainda podia usar as sacolinhas), a demolição com Gambit no cassino e o embate final contra Deadpool. Além disso há os destravamento de trajes clássicos do herói que são liberados após se completar desafios de muita pancadaria contra si mesmo nessas versões após coletar os itens escondidos in game.

X-Men Origens: Wolverine é a prova de que com mais capricho e tempo de trablho um game à altura do personagem pode ser feito. Quem sabe um excelente game de Wolverine inspirado nos próprios quadrinhos ainda não pinte por aí seguindo na cola do sucesso dos dois últimos jogos originais de Batman.

Trailer

Anúncios

“Outro GoldenEye.”

Agora é oficial. Os rumores de que o próximo game de James Bond seria uma versão para PlayStation 3 e Xbox 360 de GoldenEye 007 lançado ano passado para Wii se confirmaram. O game permanece o mesmo do ano passado mas traz agora gráficos em alta definição, coisa que o console da Nintendo não é capaz de suportar. Além disso o game também trará uma novidade chamada MI6 Ops Missions onde o jogador poderá criar ao seu gosto cenários para se atuar nas diversas modalidades de jogo que existem no game como AssaultEliminationStealth Defence. Intitulado GoldenEye 007 Reloaded, o game ainda sem data de lançamentoi definida deve chegar as prateleiras no final do ano.

Será que o game da Raven Software que vazara em dezembro foi cancelado ou está na geladeira? Será que 2011 será marcado pelo lançamento de dois games do espião assim como foi 2010? O jeito é esperar para ver. Mais informações devem ser divulgadas na Comic Con que acontece de 21 a 24 de julho.

 

GoldenEye 007 Reloaded

“Outro GoldenEye?”

Na última sexta-feira a Activision registrou o domínio dos seguintes endereços que futuramente poderão ser o de um novo site do próximo game de James Bond. São eles: goldeneyereloadedgame.com, goldeneye007gamereloaded.com, goldeneyereloaded007.com, and goldeneye007reloaded.com.

Apesar de se acreditar que um game totalmente original do espião está em desenvolvimento pelas mãos da Raven Software devido a um trailer de desenvolvimento que vazou em dezembro nada mais foi dito pela Activision, a não ser que um novo game de 007 seria lançado no final deste ano. Agora surge esta notícia sobre GoldenEye.

Em novembro uma versão reimaginada, como a empresa prefere chamar, de GoldenEye foi lançada para o Wii da Nintendo pela Eurocom que faz parte do conglomerado da Actisivion. A Nintendo porém não possibilitou que o jogo fosse lançado para os consoles de suas concorrentes, o PlayStation 3 e o Xbox 360 respectivamente da Sony e da Microsoft. O game vendeu bem, ao contrário de Blood Stone, game também de James Bond lançado no mesmo dia que teve vendas baixíssimas e culminou no fechamento da Bizarre Creations que desenvolvera o jogo para a Activision.

O site http://www.mi6-hq.com noticiou as possíveis possibilidades envolvendo o nome GoldenEye.

  1. O game lançado em 2010 pode estar sendo preparado para ser lançado para PlayStation 3 e Xox 360, visando que o mercado de games de tiro sempre foi mais centrado nesses consoles. É possível que talvez algum contrato de exclusividade com a Nintendo envolvendo o nome do game tenha expirado o que possibilita as desenvolvedoras do games de lançá-lo agora para as outras plataformas.
  2. Em 2008 uma versão de GoldenEye seria lançada para compra na Xbox Living Arcade e na PlayStation Network comemorando o aniversário de 10 anos do GoldenEye original lançado em 1997 para Nintendo 64. A Nintendo inviabilizou o projeto que foi engavetado.
  3. Uma versão melhorada, principalmente no quesito gráfico do game lançado ano passado estaria em desenvolvimento para o futuro console da Nintendo, o Wii U, que será lançado em 2012.
  4. Com o lançamento de games clássicos do Nintendo 64 sendo preparados para o Nintendo 3DS como é o caso de The Legend of Zelda: Ocarina of Time, uma versão do GoldenEye original também pode estar a cominho do portátil.
  5. A cada ano que passa filmes clássicos são relançados em DVD e agora também em Blu Ray contendo cada vez mais extras, o que força aos fãs comprarem o mesmo produto repetidamente. GoldenEye pode ser o primeiro game a fazer o mesmo, já que a Nintendo não possui uma loja virtual como é o caso da PlayStation Network e da Xbox Living Arcade para se comprar e fazer downloads de conteúdos adicionais para os games. Assim o mesmo jogo lançado no final de 2010 seria relançado com novas missões talvez.

Tudo o que foi apresentado na verdade são apenas especulações já que nada foi ainda divulgado pela Activision.

Ano passado a versão de GoldenEye para Wii e Blood Stone foram apresentados ao público em um evento próprio realizado em Londres chamado Bond Event 2011. Como nada relacionado a James Bond foi mostrado na E3 deste ano acredita-se que uma nova edição do evento exclusivo de 007 será realizado em julho, mesmo mês que no ano passado.

Rumores sobre o próximo game de James Bond

O futuro game de James Bond que está sendo criado pela Raven Software pode estar em desenvolvimento há 20 meses. Pelo menos é o que diz uma fonte anônima. Apesar de o relato sequer mencionar o nome de James Bond ele diz que a a empresa propriedade da Activision está trabalhando em um título baseado em uma série de filmes do qual a companhia dominante tem os direitos. Com tal descrição acreditasse que o game só pode ser a nova aventura de 007. A fonte também diz que o game usará a engine de Unreal Tournament 3 e que uma vasta equipe desde programadores até roteiristas está envolvida no projeto. Vale lembrar que com a crise financeira enfrentada ano passado pela MGM o próximo game de James Bond foi posto de lado e a Raven Software foi encarregada de trabalhar nos DLCs de Call of Duty Black Ops.

Confira um clipe do próximo game de James Bond

Com a crise financeira da MGM o futuro game de James Bond em desenvolvimeto pela Raven Software ficou parado durante seis meses, mas com a reestruturação do estúdio de cinema o projeto sai da geladeira.

O programador Hanjin Song divulgou na internet um vídeo com vários games em estágio de desenvolvimento e entre eles estão imagens prontas do novo 007. Porém muita coisa pode mudar, já que atualmente tal programador trabalha para a EA Games e como o projeto ficou parado durante meses não se tem como saber de quando datam tais imagens. O sistema do game é bem parecido com o do recente Blood Stone da Bizarre Creations. O game ainda não tem previsão de lançamento mas se especula algo por volta do final do ano que vem.

Durante o período em que o game ficou na geladeira a Raven Software trabalhou nas mapas do novo Call of Duty Black Ops disponíveis para download.

Vale a pena lembrar que em meados deste ano  foi também um programador que deu com a língua no dentes e revelou que a Activision trabalhava em um remake do clássico GoldenEye 007.

A Raven Software é responsável pelos seguintes títulos: Singularity, Wolfenstein, X-Men: Origins Wolverine, Marvel: Ultimate Alliance e Quake 4. Uma possível sequencia para Singularity é aguardada para 2013.