Arquivos do Blog

Mano e Hermanos morrem abraçados!

Como todos vocês já sabem, as duas seleções favoritas ao título da Copa América foram eliminadas.
A Argentina não conseguiu superar a raça Uruguaia e o Brasil se mostrou um verdadeiro time “paraguaio” contra o Paraguai.
Para o Brasil, tudo começou bem na partida, Robinho inclusive fez sua melhor atuação na competição. A nossa seleção atacou, atacou, atacou, mas não conseguiu fazer gol. Nem quando a partida foi para a disputa de pêntaltis conseguimos balançar as redes a nosso favor. Quatro cobranças, quatro falhas grotescas.
Não preciso falar muito mais da partida, pois todos já devem ter visto até não aguentar mais nos noticiários de TV. Mas não posso privar-me do direito de expressar minha indignação e por mais puro instinto justificar o motivo de tamanha imcopetência da seleção.

Ao meu ver, Mano Menezes agiu como um novato. Talvez a teimosia de Dunga tenha deixado herança para esse cargo de tamanha responsabilidade. Começamos pelo seguinte fato: Mano, convocou os principais jogadores que o povo queria, como Ganso, Neymar, Lucas (do São Paulo), Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e por aí vai. Ao mesmo tempo, levou jogadores que não estão bem nem em seus respectivos clubes, como é o caso de Elano, Fred, Elias, Ramires, Lucas Leiva, André Santos e outros coadjuvantes.
Agora fica a pergunta: Por que? Onde está o Hernanes, que está em brilhante fase na Lazio, e o Marcelo, talvez o melhor lateral esquerdo do MUNDO, jogando pelo Real Madrid?
Ninguém explica.
Na minha opinião, o setor mais falho do Brasil é o meio-campo, principalmente os volantes.
Lucas Leiva e Ramires batiam cabeça, não guardavam posição e estão jogando muito abaixo da média.
Existem volantes em atividade no Brasil que marcam muito mais que o Lucas, como Willians (Flamengo) e Arouca (Santos). E o Hernanes, já citado, como um segundo volante, faria uma ligação de muito maior qualidade com o ataque.
Ganso é um craque, mas precisa chamar mais a responsabilidade. Precisa de alguém para jogar com ele.
O ataque do Brasil é ótimo, mas precisa encaixar com o meio de campo para funcionar. Neymar, Pato e Robinho podem dar certo, mas deveriam ter na reserva a sobra de outros grandes jogadores, talvez o injustiçado Nilmar, ou até mesmo o brigador Kléber(Palmeiras).

Porém, o Brasil perdeu por um motivo simples. Não tinha técnica, não jogava com tática. Culpa de Mano Menezes.
Sem contar a vergonha de ter errado todas as cobranças de pênalti. Elano, André Santos (pior homem em campo), Thiago Silva e Fred protagonizaram um papelão!
Que isso sirva de lição, porque ser um técnico não é ser teimoso, é ouvir o povo, mas escolher com sabedoria. Além disso tudo, ser técnico de verdade é aplicar o básico do futebol nas quatro linhas: organização tática!

Adeus de Mano e Hermanos