Arquivos do Blog

Adeus ano velho, feliz ano novo

Pois é caro leitor do Chico Louco, 2011 está chegando ao fim. Querendo ou não 2012 já bate a nossa porta com promessas de ser um ano ainda melhor.
Para nós, autores do blog, foi um ano maravilhoso. Você, leitor, fez com o que o Chico Louco melhorasse cada vez mais, contribuindo com divulgação e comentários. Nesse ano nosso blogueiro João Figueiredo usou e abusou de seu senso crítico apurado para comentar e compartilhar opiniões sobre os filmes mais comentados, jogos mais alucinantes e outros assuntos relevantes. O blogueiro Bruno Rizzato (esse que vos escreve), contribuiu para a maioria dos posts musicais, com informações novas e opiniões diversas, contando com alguns pitacos futebolísticos e notícias variadas. O blogueiro Thiago Mourato repaginou a nossa página, que ainda está em processo de mudança, além de criar novas categorias e ter idéias maravilhosas para o próximo ano.
E é justamente sobre o próximo ano que vou falar.
A equipe do Chico Louco tem o maior orgulho de dizer que estamos com projetos para 2012 SENSACIONAIS, preparados especialmente para você, assíduo leitor. Não vou adiantá-los para não perder a surpresa mas garanto que valerá a pena. Tudo isso para agradar cada vez mais o nosso público, fazendo aquilo que gostamos.
Portanto, a equipe do Chico Louco deseja para todos vocês um FELIZ ANO NOVO!
Que 2012 seja um ano ainda melhor para todos vocês. E nunca se esqueçam, quem faz o ano ser bom ou ruim, somos nós.
Saúde e paz no coração de todos. E claro, um pouquinho de loucura…

Crítica Rock In Rio 2011 – System of a Down

Último dia de festival, um público que começou agitadíssimo com o show dos Detonautas, voltou a se acalmar com Pitty, permaneceu assim com Evanescence e foi premiado pelo melhor show do Rock In Rio 2011!
Quando a banda System Of A Down entrou no palco, a galera já se animou. O show mais esperado pelo público foi inacreditavelmente enérgico. A banda, que ficou quase quatro anos parada, mostrou porque foi a mais votada na enquete oficial do Rock In Rio antes dos shows quando se definia a Top-Line.

Foto de: Ricardo Matsukawa/Terra

Serj Tankian provou porque é considerado um dos melhores vocalistas da atualidade, esbanjando categoria e seu timbre melódico.
Daron Malakian também fez bonito, além de estar super empolgado com o show, interagiu com o público e arrancou acordes magníficos de sua guitarra.
Shavo Odadjian, como sempre, foi perfeito no baixo.
John Dolmayan comandou os bumbos de sua bateria com a excelência de sempre.

Com toda a certeza, muitas pessoas começaram a conhecer ainda mais System of a Down após esse show e perceberam que a banda não é apenas música; é engajamento político e ambiental, atitude e comprometimento.
Durante o show, Serj Tankian disse: “Sem nosso ecossistema, morremos. Vamos salvar o meio ambiente” tentando passar ao povo brasileiro uma mensagem conscientizadora. Pode parecer clichê, mas conhecendo o trabalho social de Serj, é possível acreditar na veracidade do sentimento transmitido pela mensagem.

Serj, em sua carreira solo, dedicou 90% de suas composições aos projetos políticos que defende e critica e à sustentabilidade. Daron também fez uma pequena parcela disso em sua banda paralela que durou pouco, Scars on Broadway.

Foto de: Ricardo Matsukawa/Terra

Voltando ao show no Rock In Rio, a banda preparou uma setlist com 28 músicas, sendo TODAS elas cantadas em coral pelo público apaixonado e vibrante (outro ponto alto desse festival). Intercalaram o som pesado com a melodia, incluindo aquele toque armênio que existe no sangue dos integrantes.

Abrindo com Prison Song, a banda empolgou a galera que já começou a gritar e pular. Logo após, presenteou o público com a introdução de Soldier Side seguida por BYOB, talvez o maior sucesso da banda. (segue vídeo abaixo)

Como se não bastasse, fez uma sequência com Revenga, Needles, Deer Dance, Radio/Vídeo, Hypnotize, Question, Suggestions, Psycho, Chop Suey, Lonely Day, Bounce, Lost in Hollywood, Kill Rock n Roll, Forest, Science, Mind, Innervision, Holy Mountains, Aerials, Vicinity, Tentative, Cigaro, Suite Pee, War?, Toxicity e Sugar.

Não a toa, o show do System of a Down foi eleito pelos criadores do Chico Louco como o MELHOR show desse Rock In Rio. E com certeza, o Brasil ficará marcado para sempre na memória deles, pois no final da apresentação, a emoção de Serj era óbvia, tanto que no fim do show ele vestiu uma bandeira do Brasil, se ajoelhou no palco e agradeceu. “Isto é System of a Down. Obrigado! Estamos felizes por termos tocado aqui no Brasil”.
E pode acreditar Serj, também estamos felizes por terem vindo e nos presenteado com o talento de vocês!
Volte sempre, System of a Down!

Foto de: Ricardo Matsukawa/Terra

Rock In Rio chega ao fim

Após 7 longos dias de festival, o Rock In Rio chegou ao fim, com um histórico de 160 atrações musicais e quase 800 mil pessoas presentes.
Essa edição foi marcada pela mistura de gêneros, de públicos e de sons. As atrações nacionais fizeram um ótimo trabalho, não ficando atrás dos grandes nomes de fora.
O festival contou com grandes momentos, outros nem tão bons assim, mas no geral, foi ESTUPENDO!
Tendo em vista isso, o Chico Louco vai preparar para vocês, ao longo dessa semana de ressaca do Rock In Rio, uma crítica sobre os melhores shows do evento.
Aguarde as novidades!

Apenas para adiantar a todos vocês, segundo a opinião dos criadores do blog, os 3 melhores shows do Rock In Rio 2011 foram, respectivamente, System of a Down, Coldplay e Metallica!
E se alguma lição pode ser tirada desses 7 dias, essa lição é que o Rock nunca morrerá!

Coldplay fez uma apresentação lendária!

As contestações dos grandes da América

Com a Copa América em andamento, vemos o fraco desempenho das duas maiores seleções existentes no continente, Brasil e Argentina.
O Brasil, modificado, jovem, com uma cara de adolescente buscando independência e a Argentina um rapaz rebelde, que ataca com todas as forças mas por dentro é apenas mais um.
Com esses resultados pouco agradáveis para ambas as torcidas (2 empates sem graça para o Brasil e 2 empates e uma vitória para a Argentina) começam a existir as cobranças.
Como um mero espectador que se diz entendido, vou dar meu parecer em relação à situação de ambas as equipes.

BRASIL:

A seleção renovada de Mano Menezes tem grandes chances de ainda surpreender nessa comeptição. Nos 2 últimos jogos, o Brasil se mostrou um time apático, que não faz jus aos nomes presentes em campo. E isso já vinha ocorrendo nos amistosos. Pode ter uma explicação!
Mano convocou os nomes que não podiam ficar de fora: Ganso, Neymar, Lucas (do São Paulo), Daniel Alves, Thiago Silva, Pato, entre outros.
Por outro lado, foram chamados alguns jogadores que sequer estão jogando bem em seus clubes, como é o caso de Elano, Fred, André Santos, Robinho e Lucas Leiva.
E com esses bons jogadores, mas não tão bons para uma seleção brasileira, outros nomes importantes ficaram de fora, como Nilmar (o injustiçado de sempre), Marcelo (melhor lateral esquerdo brasileiro, quisá um dos melhores do mundo na atualidade em sua posição), Hernanes (que está levando a Lazio nas costas), entre outros.

Que o Brasil está com uma escassez de craques é verdade, mas esses nomes seriam muito importantes nessa Copa América. Hernanes jogando no lugar de Ramires, como segundo volante, daria mais qualidade no passe ajudando na armação e podendo arriscar uns chutes de longa distância. Além disso, sabe marcar. Lucas Leiva poderia até mesmo dar lugar ao volante Willians do Flamengo, que na minha opinião é o melhor volante marcador em atuação no Brasil. Sandro seria uma boa opção também, porém acabou sendo cortado da seleção devido a um rompimento no menisco.
Para o meio de campo, Ganso joga sozinho e quando tem um parceiro, esse cara é o Jadson, um bom jogador, mas muito abaixo do nível de seleção.
As laterais vem se mostrando o maior problema do Brasil. André Santos é um cara que não me agrada. Sobe demais, dá muito espaço e quando apoia não sabe o que fazer com a bola. Ele e Daniel Alves sobem juntos para o ataque e deixam a defesa do Brasil vulnerável. Está errado. Marcelo cairia como uma luva nessa posição, lateral veloz, habilidoso, tem noção de posicionamento e ainda ataca com objetividade.
Daniel Alves é um grande jogador, mas precisa deixar o estrelismo de lado e reconhecer a grandiosidade da seleção brasileira.
O ataque é outro setor que me preocupa. Neymar é um craque, Pato está jogando muito bem, mas então por que esse ataque não funciona? Simples, o time de Mano não tem tática!
Só o meio de campo cria, sobra tudo para o Ganso e alguns lançamentos do zagueiro Thiago Silva. Os laterais querem abusar na individualidade, os volantes apoiam pouco e o ataque joga sozinho. Além disso, Neymar está querendo aparecer mais do que o necessário e acaba perdendo a bola em cada firula que faz.
Um homem de área é importante nesse time, no caso só temos o fraco Fred como opção.
Imagino que se o ataque fosse formado com Neymar e Nilmar jogando pelas pontas e o Pato centralizado, daria muito trabalho à defesa adversária. Mas infelizmente Nilmar sequer foi chamado!

Falta organização tática, dar uma dura em alguns jogadores e armar o time com pensamento coletivo.

Minha seleção seria essa: J. César, Thiago Silva, Lúcio, Daniel Alves, Marcelo, Willians (ou Sandro), Hernanes, Ganso, Lucas, Neymar e Pato. Podendo também jogar no 4-3-3, com Lucas dando lugar a Nilmar.

Dentro do que o Mano convocou, minha seleção jogaria assim: J. César, Thiago Silva, Lúcio, Daniel Alves, Adriano, Lucas Leiva, Elias, Ganso, Lucas, Neymar e Pato.

ARGENTINA:

Serei breve ao falar da seleção do técnico Sérgio Batista.
A seleção argentina joga com muita marcação e muitos atacantes isolados, sem um cara de ligação no meio campo.
No jogo contra a Bolívia, jogaram Pastore, Cambiasso e Mascherano de volantes e Messi, Lavezzi e Tevez no ataque. Quem criava nesse time era ou o Patore avançando ou o Messi recuando. Assim não dá pra jogar!

Nos outros jogos, Batista foi acertando esse meio campo, colocando Dí Maria para jogar. Assim, o time muda de cara.
No jogo de ontem contra a Costa Rica, Messi teve liberdade e não perdoou. Deu um show de futebol e ajudou seus hermanos com assistências certeiras. Aguero também mostrou qualidade e marcou duas vezes.
A Argentina está se acertando, é simples, apenas tirou um volante e colocou um meia armador.
Agora sim a Argentina se torna favorita ao título.

Só nos resta esperar, torcer e ver se o Brasil vai manter a tradição de país do futebol. Deixando claro, temos que ser o país do futebol simples, o futebol objetivo, ouviu Mano?

Afinal, o mundo espera apenas por um confronto nessa final: Messi e Neymar!

Confira uma amostra de Assassin’s Creed Revelations

No novo game da franquia Assassin’s Creed o pratagonita Ezio parte em busca do passado de seus ancestrais e também da ordem dos assassinos à qual pertence e que ressurgiu graças a seus esforços no game anterior. Ezio vai para Constantinopla no império Otomano desvendar suas raízes, passando Masyaf, sede da ordem dos assassinos que lutam contra os cavaleiros templários.

Aqui você confere uma demonstração do novo capítulo da história de Ezio que foi mostrada na E3.

 

Assassin’s Creed Revelations

Campeonato Brasileiro 2011

Muitas pessoas perguntaram o motivo de nunca mais ter um post sobre futebol aqui no Chico Louco e agora explico. O intuito da área futebolística deste blog não é falar sobre a “rodada da semana” e nem informar resultados dos jogos, mas sim, escrever crônicas sobre o esporte preferido do brasileiro.Para não ser injusto e nem muito detalhista, evitamos escrever algo durante os torneios estaduais, para não falar mais de um Estado do que de outro.
Agora estamos liberados!

Vamos começar falando sobre o campeonato brasileiro de futebol que terá seu início no dia 21 de maio de 2011. Vinte times disputarão o título, quatro uma vaga na Libertadores, oito vagas para a sul-americana e outros quatro times terão de amargar o rebaixamento.

Em um ano muito conturbado para o futebol brasileiro, o Brasileirão 2011 pode ser a chance para grandes times que decepcionaram suas torcidas nesse 1º semestre mostrarem os seus valores.
Não há favoritos. Alguns arriscam o Santos por ser o único time brasileiro ainda vivo na Libertadores da América, mas no futebol são 11 contra 11 e tudo pode acontecer.
Os clássicos ficarão para as últimas rodadas, promentendo aquecer o finalzinho do campeonato.
Destaque para o clássico inédito na série A entre os rivais Avaí e Figueirense.
Só nos resta esperar, preparar o grito de gol, torcer muito para o time do coração e admirar mais um campeonato emocionante no país do futebol!
A sorte está lançada!

já se foi 2010

2010 já está se despedindo de todos nós, dando as boas vindas para 2011.
Foi um ano, digamos, diferente.
Aconteceu muita coisa, nada de mais, nada de menos, mas muito de nada e nada de muito.
Tudo passou tão rápido que as vezes falta tempo de parar, respirar e pensar na vida.
Um ano com grandes marcos culturais e poucos fatos relevantes.
Tivemos a eleição que definiu Dilma como a nova presidente e os lançamentos de Avatar e Tropa de Elite 2 como feitos diferenciados (algum ponto positivo nisso?).
Recentemente, as ações de pacificação aos morros cariocas, ainda em andamento.

Enfim, não me recordo tão bem todos os fatos marcantes.
Mas foi um ano muito “conectado”.
Tivemos a febre do Twitter e do Facebook e o declínio do Orkut.
Mas com esse crescimento, os chamados “lixos eletrônicos” cresceram. Eu falo dos vídeos marcantes do ano colocados na internet.
Vídeos bizarros, engraçados, escrotos, nojentos e diferentes marcaram 2010.

E uma retrospectiva desses vídeos me chamou a atenção. Um rapaz coletou vários trechos dos vídeos mais comentados no youtube em 2010, editou, fez uma produção com o famoso Auto-Tunes e criou uma versão muito engraçada. Confiram o vídeo abaixo e desejo a todos os leitores um Feliz Natal e um 2011 repleto de paz e alegria.

Steven Tyler e sua nova agenda

Steven Tyler, a voz que dá alma à banda Aerosmith, lançará um álbum solo. A data mais provável para o lançamento é 24 de novembro deste ano, com ênfase para a música Love Lives, que fará parte da trilha sonora de um filme japonês.
Além desse novo projeto, Tyler também será um dos jurados do American Idol de Janeiro de 2011.
É uma agenda pra lá de diferente vindo desse ícone do Rock!
Desejo boa sorte nessa nova fase de uma das mais brilhantes vozes que já ouvi.