Brasil e seu descaso com a leitura

Tanto se fala no país emergente denominado Brasil. Terra abençoada, regada por fauna e flora distintas, clima peculiarmente invejado, povo receptivo e cultura diversificada. Porém, como os dados da UNESCO mostram, o país ainda sofre com o afastamento da população com a leitura. Sim, a leitura que enriquece a cultura e aproxima o ser humano do desenvolvimento sócio-cultural. Sem dúvida alguma, isso se deve ao baixo estímulo à leitura, reflexo do sistema educacional pífio que vivemos. O citado país emergente, também emerge as contas bancárias de nossos governantes, que em grande maioria são corruptos, acomodados com seu patamar social, pouco investindo em melhorias para os brasileiros. A educação no Brasil é lastimável, não há incentivo, escolas públicas não são capazes de ter uma educação de qualidade, tanto pelo desmerecimento do profissional educador quanto à péssima estrutura criada. O estímulo à leitura deve começar nas escolas, servir de base para a formação estudantil. Ler é aprender, fortalecer intimidade com o idioma e estimular os reflexos sensoriais. Não seria difícil mudar a situação caótica que o Brasil vive. Investir pesado na educação, melhoria das escolas, valorização do trabalho dos professores, campanhas educacionais e o incentivo à leitura seriam os alicerces para a mudança da estatística apresentada. Se toda a população fosse alfabetizada, tivesse acesso à leitura, estímulo e incentivo, o Brasil criaria pessoas destinadas a melhorar o país, enriquecidas pelo saber e com os campos da mente estendidos. Dizem que o Brasil é um “país de todos”, mas nem todo mundo pode comprar um livro que deseja, muito menos ter acesso as novidades literárias. Mesmo que haja interesse, não há comprometimento do Estado para ajudar essas pessoas. Com isso, o brasileiro perde, seja o engravatado no poder ou o menino descalço na favela.

Anúncios

Sobre Bruno Rizzato

Jornalista com idéias diferentes na cabeça, buscando um espaço para compartilhá-las com vocês, internautas intelectos. Amante de boa música e assuntos relacionados a esporte, blogueiro por satisfação e feliz por opção. Formado em 2013, pela Universidade Anhembi Morumbi, atualmente cursando pós-graduação em Jornalismo Esportivo e Multimídias, tem vasta experiência na área, já tendo trabalho em redação, assessoria de imprensa e mídias sociais. Já trabalhou com os jogadores da Seleção Brasileira, Paulinho e Bernard, fez estágio de treinamento na Sociedade Esportiva Palmeiras e o maior orgulho foi a realização de um documentário sobre o rock progressivo brasileiro na década de 70.

Publicado em 22 de novembro de 2011, em QUALQUER ASSUNTO e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. A cisma é achar que o Brasil pode se transformar com investimento na educação, partindo do pressuposto que ela é neutra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: